terça-feira, 15 de setembro de 2009

ROI

Por trabalhar em uma empresa financeira onde a grande maioria das vezes tudo se fala em números, os projetos são aprovados pelos números do ROI. Alguns de vocês já devem ter conhecimento da palavra ROI que quer dizer: Return On Investment em outras palavras: Retorno sobre o Investimento. Retorno positivo ou negativo sobre o capital investido.

O ROI está ligado diretamente a área financeira, para medir este retorno existem algumas metodologias, ferramentas e softwares, mas vamos dizer que mesmo contando com essas formas de avaliação a tarefa é bem árdua.

Estou tendo aulas na pós para entender os conceitos de Contabilidade, Economia e Finanças, focados em ROI. Tudo isso tem sido muito novo para mim, principalmente porque estou acostumada a lidar com as palavras e não com os números, mas sinceramente percebo que eles podem andar juntos.

Mesmo que o ROI esteja ligado diretamente a parte financeira das empresas, em breve isso pode-se ter um novo direcionamento, as organizações também terão o interesse em medir o ROI que terão em Imagem, em outras palavras eles querem saber qual o retorno que isso terá na imagem da empresa, afetando sua reputação. Na minha opinião isso só vem afirmar que a Comunicação, o Marketing e a área de Finanças estão cada vez mais interligadas e atuando em sinergia.

Mas não é só a empresa que pensa no ROI, muitas vezes fazemos isso no nosso cotidiano e nem percebemos, por exemplo: se você faz uma faculdade espera que ela te dê retorno de um bom emprego, se você corta e passa um gelzinho no cabelo espera que as menininhas te olhem te achem atraente, se você faz um bolo espera que as pessoas gostem e achem delicioso. Isso nada mais é do que ROI: Investimento financeiro que você faz (exemplo: faculdade, o corte de cabelo e o bolo) em busca de um retorno (um bom emprego, uma namorada e um paladar saboroso), que pode ser ele positivo ou negativo. A única diferença é que fazemos análise de retorno sobre o investimento de maneira simples e prática sem precisar utilizar as técnicas mirabolantes do mercado.

Um comentário:

Row51 disse...

Muito interessante, isso fez-me lembrar de 1999 quando tive minha primeira aula de Economia !