terça-feira, 23 de março de 2010

Anjos da Guarda

Se existe uma pessoa que possui vários amigos anônimos, este alguém sou eu! Sim, tenho que agradecer às inúmeras amizades que fiz com os motoristas de ônibus ao longo destes anos!

Tem aquele que quando percebe que não estou no ponto, no horário de sempre, anda até mais devagar e olhando para o retrovisor para ver se não estou correndo enlouquecida pela rua. Sem contar que às vezes pula a catraca para me acordar de um mega sono profundo (sou sempre uma das últimas a descer, perto do ponto final).

Tem também aquele motorista de ôninus que me trazia para casa todos os dias, à noite, após as aulas na FGV. Eu sempre chegava mais de meia-noite e, mesmo minha rua não fazendo parte de seu itinerário, ele fazia questão de me deixar em frente ao meu portão. Minha mãe agradecia todos os dias pela filha chegar com segurança em casa.

E aos finais de semana? O motorista já até sabe meus horários... E quando me vê durante a semana, pela rua, me cumprimenta e tudo o mais!! Simpatia em pessoa.

Confesso que nunca me importei muito de andar de ônibus (exceto em dias de chuva) e devo isso, em grande parte, ao fato de ter sempre me deparado com profissionais bacanas, que ainda zelam pela segurança e conforto de seus passageiros.

Verdadeiros anjos da guarda!

Um comentário:

Moisés disse...

Que papo é esse? Só faltou escrever que o motorista lhe deixa em casa e toca a campanhia da sua casa para sua mãe saber que você chegou..rs..rs.